Postado em 06 de Agosto de 2015 às 10h49

Palestras Treinamentos um custo ou investimentos

Artigos (4)Motivacional (7)
    Márcio Magalhães - Palestras e Treinamentos Sou fascinado por palestrar, capacitar, treinar, ajudar as pessoas. Com 19 anos de idade aprendi esta arte e desde então, tornei-me um eterno aprendiz. Hoje, há mais de 20 anos atuo com...

    Sou fascinado por palestrar, capacitar, treinar, ajudar as pessoas. Com 19 anos de idade aprendi esta arte e desde então, tornei-me um eterno aprendiz. Hoje, há mais de 20 anos atuo com isso. Porém em pleno século XXI, uma pergunta não quer calar. As empresas devem investir em capacitação, qualificação de seus funcionários, colaboradores?

    A resposta é Sim, contudo, o que presenciamos nos dias atuais são empresas que contratam consultores, palestrantes, empresas que administram treinamentos, mas sem alcançarem efetivamente o resultado que poderiam obter. Explico melhor:

    Visitando uma empresa, um Gestor fez-me a seguinte pergunta: Qual o maior problema, a maior dificuldade em ministrar um treinamento., em realizar uma palestra?

    Respondi que são 3 fatores:

    1º Contratar um produto que não se encaixe com a metodologia, com a conduta, com a crença de trabalho compatível com a da sua empresa, ou seja, incompatibilidade cultural. Muito comum após a palestra, capacitação, as empresas sentirem frustradas, pois nada fecha com a linguagem, metodologia ou até mesmo princípios da empresa.

    2º Os lideres, os gestores das empresas igualmente devem ser capacitados, e ou conhecerem o programa, o conteúdo e dentro do possível participarem dessa palestra, capacitação. O que acontece na maioria das vezes é que após o treinamento as novidades permanecem por no máximo 2 semanas e nas palestras uma semana. Passado este período TUDO volta ao que era antes. Em muitos casos, a impressão que se tem é que a equipe não foi treinada. Evidente essa impressão, pois muitos gestores, empresários, empreendedores, acreditam que só seus funcionários precisam ser capacitados, e esse é o GRANDE EQUÍVOCO. Óbvio que se o gestor não participa e nem conhece o que será ou foi ministrado seja num treinamento ou em uma palestra, como irá cobrar da equipe as necessárias mudanças. Sim isso mesmo, capacidade de mudança, porque ambos geram necessariamente a oportunidade da MUDANÇA, de atitude, postura e comportamento. Qual gestor, qual empresário cobra um relatório de seu colaboradores sobre o que foi , transmitido, ministrado, instruído? Qual gestor, qual empresário senta com o colaborador (funcionário) e propõe uma reunião para analisar o que foi ministrado no treinamento/palestra e ver o que é possível ser aplicado na empresa? Faço a seguinte comparação: É a mesma coisa que enviar o filho para escola e simplesmente deixar que ele por si só faça seus deveres, tarefas, sem ao menos saber o que foi ensinado e se de fato ele assimilou o conteúdo. Em muitos casos, as pessoas em sua vida pessoal e também profissional, querem transferir suas responsabilidades, ou seja, se a equipe não consegue transformar o que foi aprendido em resultados, desmerecem todo o trabalho do profissional, onde a máxima dita pelos gestores/ empresários é: investi ($$) em treinamentos e /ou palestras e não obtive resultado algum. Até parece que com isso vai justificar seu CUSTO.

    Em determinado treinamento por mim ministrado em uma entidade, um participante que é funcionário de uma empresa fez o seguinte comentário: Muito bom seu treinamento, estou gostando, mas não sei o que estou fazendo aqui. Surpreso perguntei o por que de tal comentário e eis que tenho a resposta: Nada do que estas ensinando aqui será colocado em prática na empresa, o proprietário é cabeça dura, ele deveria estar presente e ouvir o que você falou aqui. Questionei-o e ao mesmo tempo sugeri que o funcionário transmitisse ao empregador o que estava sendo trabalhado no referido treinamento, mas a resposta foi ainda mais negativa: o patrão diz que nunca tem tempo pra nada e pede para que ninguém o incomode, posso perder meu emprego... Infelizmente esse não é só um exemplo, mas é o pensamento de muitos gestores, empresários e funcionários de empresas que não entendem por que seus empreendimentos entram na curva de declínio.

    3 º Para a empresa receber uma capacitação, uma palestra, é importante que o instrutor conheça um pouco a empresa, seus aspectos culturais, sua atuação, negócio de forma geral. Somente dessa forma poderá adequar a linguagem da empresa associada a um bom acompanhamento pós treinamento feito pelos lideres, gestores. Seguindo essa norma o INVESTIMENTO terá seu resultado POSITIVO.

    É muito comum empresas manterem contato comigo e solicitarem orçamento. Não consigo enviar uma proposta de trabalho sem conhecer as necessidades da empresa, entender se minha forma de pensar está em linha com os aspectos culturais desta empresa. Não me preocupo em fechar contratos, mas sim, em gerar resultados.

    Estamos falando de Educação continuada: treinar, acompanhar e gerar resultados, e que estes sejam sempre positivos.

    Márcio Magalhães

    Veja também

    Voltar para Blog - Fotos